Dicas de Nutrição

A importância do consumo consciente de sódio


Anjinho ou diabinho? Sabe qual é o verdadeiro papel do sódio no organismo?

Na verdade, o sódio é um componente vital para o funcionamento do nosso organismo, sendo um dos responsáveis por regular a quantidade de água que entra e sai do nosso corpo, fazendo com que as nossas células fiquem sempre adequadamente hidratadas. Através deste balanço hídrico, os nutrientes que ingerimos conseguem chegar até as nossas células para serem processados, assim como também se torna possível que as impurezas sejam filtradas e eliminadas em forma de urina.

A falta de sódio no organismo, chamada hiponatremia, pode levar a quadros de dor de cabeça, desidratação intensa, fraqueza muscular, náuseas e vómitos, diarreias, confusão mental, cólicas e até mesmo arritmia cardíaca.

No entanto, esta de facto não é a condição mais frequente. Vejamos porque o sódio é tão temido.

O excesso de sódio (hipernatremia) pode provocar diversos malefícios ao organismo, sendo os principais a retenção de líquidos e o aumento da pressão arterial sanguínea.

Os rins têm capacidade limitada para filtrar e excretar o sódio, por isso,  quando o seu consumo é muito elevado, os rins trabalham sob grande pressão, e podem ter o seu funcionamento comprometido. Por isso, o sódio acaba por se acumular no organismo e, como consequência, aumenta a retenção de água, que, por sua vez, provoca o aumento do volume de sangue e força o coração a bombear cada vez mais para impulsionar todo o volume de líquido circulante. Resultado: aumento da pressão arterial e propensão para o desenvolvimento de doenças cardíacas.

Para evitar essas complicações, esteja atento à quantidade de sódio presente nos rótulos dos alimentos (aprenda a interpretá-los aqui) e procure manter uma alimentação equilibrada (aprenda a montar um prato saudável aqui)!

 

ONDE ENCONTRAR O SÓDIO?

Embora se utilizem as palavras sódio e sal, elas não significam a mesma coisa. A maior fonte de sódio para consumo é o cloreto de sódio, mais conhecido como “sal de mesa” ou “sal de cozinha”.

Mas sabia que a maioria dos alimentos já contêm sódio em sua composição?

Por isso adicionar sal à alimentação torna-se desnecessário, já que a quantidade de sódio presente nos alimentos em natureza, principalmente nas carnes, nos peixes e nos ovos, já é o suficiente para o organismo. E esse também é o motivo pelo qual a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o consumo de sal deve ser de no máximo 5g por dia, o que corresponde a 2000mg de sódio ou 1 colher de chá cheia.

Então só preciso me afastar do sal?

E também da comida pré-confecionada, da charcutaria e da fast food, que são verdadeiras tentações. Todos esses alimentos, além de muito calóricos, têm também muito sódio adicionado.

Alguns alimentos “light”, “diet” ou “zero” também podem ser ricos em sódio. À primeira vista, parecem o milagre de que estávamos à espera para vencer de vez a guerra contra a balança. Afinal, a palavra “zero” poderia significar zero calorias, zero açúcar e, portanto, “zero impacto” sobre o organismo, certo? Errado! Para reduzir a quantidade de gordura ou açúcar presente nos produtos, em geral as marcas compensam com uma dose maior de sódio. Por isso, tenha sempre ATENÇÃO, leia os rótulos dos produtos que compra por mais que pareçam saudáveis!

Por exemplo, a versão zero de um refrigerante tipo cola poderá ter uma quantidade de sódio 4 vezes maior que a sua versão original.

Outros alimentos ricos em sódio são os cubos de caldo para tempero, a pasta concentrada de tomate, o presunto, o queijo da serra, entre muitos outros. Vale sempre a pena dar uma olhadela ao rótulo 🙂

Agora que já sabe a importância do consumo consciente do sódio para a saúde, que tal repensar a relação que tem com ele? 🙂

Partilhe esta ideia com os amigos e as pessoas que são importantes para si!

 

Beijinhos grandes!

Sandra Ribeiro

Nutricionista

Autora do eBook 45 Receitas Saudáveis para Mulheres Felizes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *